Tratamentos para o Corpo


A dermatologia de hoje possibilita que inúmeras condições corporais sejam tratadas com melhora acentuada. É o caso da celulite, uma infecção do tecido celular subcutâneo que, junto com a estria, é chamada, na medicina, de lipodistrofia ginoide. As hiperidroses axilar ou palmar  (sudorese excessiva), também está no grupo de expressiva melhora com a utilização da dermatologia contemporânea.

Entre as circunstâncias citadas, temos o uso de toxina botulínica aplicada não apenas na face, mas também para controle do suor excessivo (a liberação  do suor pelas  glândulas sudoríparas é feita por músculos, daí a eficácia da aplicação de um agente paralisante muscular) nas axilas ou nas palmas das mãos, o que  traz conforto a muitos pacientes que antes apresentavam problemas sociais intensos.

O emprego de LASER na  depilação, assim como no rejuvenescimento e  melhora de estrias, abre uma série de possibilidades que, até então, estavam bem mais restritas a termos estéticos. O uso de cremes para estimulação de colágeno, como os que utilizam retinaldeído, também mostra a eficácia na melhora de áreas danificadas pelo sol . O LASER pode ser ainda usado no tratamento de pequenos vasos e manchas de pele.

O uso da ultrassonografia na redução de medidas pode auxiliar, bem como a prática de atividade física. A lipodistrofia ginoide também costuma melhorar ao se empregar substâncias que reduzem as medidas, além da técnica de ultrassom. Contudo, a atividade física é primordial, pois, ao hipertrofiar os músculos, o volume da área afetada aumenta, estendendo a pele e melhorando o aspecto do local. Técnicas cirúrgicas de subscisão, em que são cortadas as traves que prendem a  gordura, dando o aspecto irregular da lipodistrofia ginoide, também melhoram o quadro.

Para estrias, a associação de métodos muitas vezes se faz também necessária, para que alguma melhora ocorra: peelings, para estrias recentes; carboxiterapia ou LASER, para estrias antigas. Vários são os recursos que podemos colocar à disposição dos pacientes. Precisamos que muitos deles sejam usados de modo aditivo para que a melhora realmente aconteça.  Tempo e paciência: esses são os pontos perenes.

Fonte: Dra. Suzy Rabello - Médica Dermatologista





Um comentário:

Lorena disse...

Adorei as dicas do blog.